Reabilitação de Edifício de Habitação em Portimão

Portimão, 2011

A proposta de recuperação e remodelação da construção existente procura manter e valorizar os elementos que se consideram de maior interesse arquitetónico. Da análise da construção existente destaca-se no exterior a interessante relação entre vãos existentes e os panos opacos das paredes que pelas suas proporções e espessura transmitem ao edifício uma grande dignidade e imponência. Todos os elementos de cantaria existentes, como sejam molduras de janelas e portas, soleiras, peitoris e cunhais serão mantidos e recuperados.

Respeitando a vocação da construção existente a sua utilização vai ser mantida como edifício de habitação. A casa tem sido habitada por duas famílias que dividiram a construção em dois fogos de tipologias T5 e T2. Tendo em consideração as áreas existentes, o seu dimensionamento e exposição solar, são agora propostos dois fogos, sendo ambos de tipologia T2. Aproveitando o pequeno quintal e parte do anexo existente é proposta a construção de uma garagem para estacionamento de duas viaturas.

Na conceção dos dois fogos existem princípios que se repetem: as zonas de estar das habitações têm uma maior proximidade em relação à porta de entrada, enquanto que os quartos como zona mais intima da casa estão sempre em posição mais recatada garantindo assim uma maior privacidade. As cozinhas têm sempre ventilação e iluminação naturais através de janelas de abertura direta com o exterior, complementada no caso do primeiro piso por um pátio que comunica diretamente com o exterior. Os pés-direitos das habitações são sempre generosos, respeitando a conceção original da construção existente no que consideramos ser um atributo da sua qualidade espacial.