Escola Secundária Maria Lamas

Modernização, Torres Novas, 2009

De uma forma resumida podemos descrever os princípios de intervenção em seis operações a propor que vão orientar a proposta:

1. Adequação do programa funcional definido pela P.E. e sua adequação aos edifícios existentes. Em consequência do estudo de diagnóstico estrutural e construtivo realizado é proposta a remodelação do conjunto de edifícios que constitui a primeira fase da escola e proposta a demolição e reconstrução do edifício mais recente que apresenta problemas estruturais graves. Sobre os edifícios a reabilitar, o objetivo passa por valorizar e potenciar as suas qualidades a nível espacial e construtivo, garantido a satisfação das atuais exigências de conforto, segurança e acessibilidade;

2. Atribuição de uma nova centralidade na escola, através do novo edifício em “T”, que por um lado relaciona na vertical os vários níveis existentes e por outro constitui uma “espinha dorsal” que interliga os vários blocos que constituem o conjunto da escola. O novo edifício vai estabelecer a nova entrada na escola e vai concentrar programaticamente as funções que têm um fluxo de utilização contínuo e mais frequente ao longo do dia procurando incentivar as relações entre os vários grupos que constituem a comunidade escolar.

3. Novo recreio coberto interligado com o espaço de refeitório e cafetaria. Este espaço que materializa a antiga ligação entre os Blocos A (antigo edifício principal) e C (antigas oficinas), vai ter um carácter polivalente podendo funcionar como grande espaço coberto de recreio ou como extensão do refeitório e cafetaria;

4. Concretização de um anel de circulação viária de serviço que liga os acessos exteriores nascente e ponte do lote da escola, permitindo a acessibilidade de viaturas de emergência e de serviços para manutenção e acesso de carga para a cozinha.

5. Novo polidesportivo coberto – implantado de forma a agregar o núcleo de espaços desportivos e suas infraestruturas vai ser desenvolvido de forma a ficar abrigado dos principais ventos e chuva.

6. Remodelação dos espaços exteriores da escola e separação entre zonas de acesso pedonal e zonas de acesso automóvel e estacionamento.